Lei de Fitts: a matemática que ajudou na criação do ponteiro do mouse

Lei de Fitts: a matemática que ajudou na criação do ponteiro do mouse

Você já parou para pensar como foram desenvolvidas as interfaces de sites e sistemas operacionais que você utiliza diariamente? Independentemente de sua preferência – Windows, Mac OS X ou Linux –, tudo aquilo que você vê na tela de seu computador, principalmente o ponteiro do mouse, só existem graças a um complexo modelo matemático.

Estamos falando da Lei de Fitts, criada pelo psicólogo norte-americano Paul Fitts em 1952. Até os dias de hoje, ela é amplamente utilizada como modelo para o ato de apontar para algo, tanto no mundo real (com a mão ou um dedo) quanto no digital (com o ponteiro do mouse). Resumindo o máximo possível, ela prediz qual será o tempo necessário para que o ponteiro se mova rapidamente desde sua posição inicial até seu destino clicável.

O estudo de Paul ganhou força após a popularização dos computadores pessoais, já que ele foi imprescindível para a criação do primeiro mouse comercial (que se mostrou muito mais eficaz como um dispositivo de entrada em comparação com joysticks e outros componentes) e as interfaces gráficas dos sistemas operacionais também precisaram adotar o conceito.

No vídeo que abre esta matéria, a Dr. Sarah Wiseman, do canal Computerphile, explica maiores detalhes sobre a lei e como ela é importante para a informática. O clipe está em inglês, mas vale a pena dar uma conferida.

 

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/robotica/83105-cumulo-fofura-robozinho-da-pixar-reage-brincadeira-esconder.htm